Tenho a certeza que minha vida mudou ao ler seu livro!

by Rozane
(Volta Redonda, Brasil)

Caro Charlles,


Olá! Meu nome é Rozane M. Alves. Tenho 31 anos. Sou casada, mãe de um menino de 4 anos(Ruan). Evangélica. Formada em Letras e Pedagogia, já lecionei Inglês e Português na Sec. Estadual de Educação. Hoje, sou professora de Ensino Religioso do Estado e Orientadora Pedagógica da Pref. Municipal de Barra Mansa.

Estou lhe escrevendo para contar minha experiência com seu livro... Tenho a certeza: sua filha marcou muito a minha vida!

Ontem foi dia 06 de outubro de 2011. Ao sair do serviço, fui à Livraria Veredas a fim de comprar 3 livros para três alunos destaques da escola onde sou orientadora.

Depois de escolher os livros, aguardava o vendedor embrulhá-los para presente quando vi um rostinho lindo estampado no balcão da livraria. Era sua filha Poliana. Peguei o livro e comecei a folheá-lo e depois de ler algumas linhas e ver algumas fotos, o vendedor, que é meu amigo, começou a me olhar e disse baixinho: "Não pode folhear!"

Eu fiquei muito envergonhada por estar fazendo aquilo. Então eu falei: "Desculpe, mas me parecia tão interessante o livro...Qual é o valor?" Ele me disse: "R$35,00". Eu pensei:

"Puxa, não posso gastar esse dinheiro, to cheia de dívidas para pagar" mas olhava prá Poliana e ela continuava sorrindo pra mim. Então peguei o livro e falei: "Me dá um desconto?" Ele disse que o autor tinha deixado o livro lá no domingo, não tinha como dar descontos ainda.

Então eu peguei e decidi comprar assim mesmo. Sem poder... rsrsrsr Bom, cheguei no carro, meu marido me aguardava, eu estava dirigindo...

Abri o livro e comecei a ler... Ele ficou muito impaciente e pediu que eu parasse de ler porque a loja onde compraria ração iria fechar.

Eu então fui a loja de rações e ao esperará-lo continuei a ler. Cheguei em casa e depois de colocar meu filho para dormir, tomar banho e executar alguns serviços, peguei o livro para ler novamente.

Meu marido foi dormir e eu sai madrugada a dentro a ler. O livro me prendia muito. Por volta das 3h da madrugada, quando terminava de ler o livro, meu marido se assustou muito ao me ver em prantos ao ler do lado dele.

Então fui ao quarto do meu filho e dei tantos beijos quanto podia. Contei ao Davys (meu marido) a experiência de vocês e a história da Poli.

Nós oramos juntos e pedimos tanto perdão a Deus porque estamos passando por problemas conjugais desde o nascimento do nosso único filho, e nos dedicamos tanto aos nossos problemas e nada ao nosso pequeno Ruan.

Na maioria das vezes dizemos "não" a tudo o que ele pede. Batemos nele toda vez que ele faz pirraças, às vezes muito agressivamente. Nos abraçamos e eu chorei muito por essa menina que nem conheci.

Chorei pelas inúmeras vezes que meu filho me pediu um pouquinho da minha atenção e eu não dei para ficar no Orkut ou Facebook.

Chorei porque aquele poderia ser meu último dia com ele e eu quase não dei atenção a ele. A história da Poli, o jeito dela ser me ensinou tanto, tanto, que eu fiz a Deus um pedido. "Senhor, deixe-me viver por mais alguns anos para eu ser uma verdadeira mãe, que nunca fui ao meu filho".

Você foi um pai maravilhoso. Não teria metade das coisas que você fez para relembrar se caso ele se fosse. E me senti envergonhada em ver que você queria ter feito mais.

Bem, só tenho a te agradecer e dizer do fundo do meu coração que sinto muito. Que Deus o conforte todos os dias da sua vida.

A vida da Poli mudou minha vida.

Um abraço a toda a sua família,

Com carinho,

Rozane, Davys e Ruan.

Click here to post comments

Join in and write your own page! It's easy to do. How? Simply click here to return to Simplesmente Poliana.