Som na Caixa!

by Charlles Nunes
(Angra dos Reis, RJ, Brasil)

Em casa temos um hábito interessante: de vez em quando colocamos umas músicas mais animadas – e começamos a dançar em família, sem nenhum planejamento.

Numa dessas noites, estava ouvindo MPB – algumas até bem antigas – quando comecei a dançar no quarto, enquanto nossa filha mais velha lia na cama, em companhia da mãe. De repente, a Poli chega, percebe minha animação, e entra na dança!

Dançamos pra lá e para cá do quarto até o corredor, desde Blue Moon até Splish Splash, com toda a animação que costumávamos ter quando estávamos juntos. Nossa filha adolescente chamou a atenção da mãe para o casal de dançarinos, caiu na risada e disse:

-- Caraca! A Poli dança muuuito!

Daí em diante, sempre que tocamos as músicas animadas das quais gostamos, nos lembramos daquela noite em que seu ânimo nos contagiou!

Dentre suas músicas favoritas destaca-se ‘Era Uma Vez’, do Toquinho. Repetia tanto essa faixa, que às vezes eu precisava pedir que trocasse de música!

Ao refletia sobre a letra, percebi que as palavras ‘simplicidade’, ‘amizade’, ‘felicidade’, ‘fantasia’, ‘liberdade’, ‘amor’ e ‘magia’ têm tudo a ver com a essência da Poli, e que para entendê-las preciso desenvolver um caráter semelhante ao de uma criança. Com certeza, ainda vai levar tempo...

Confira só:

Era uma vez
Um lugarzinho no meio do nadak
Com sabor de chocolate
E cheiro de terra molhada...

Era uma vez
A riqueza contra
A simplicidade
Uma mostrando prá outra
Quem dava mais felicidade...

Prá gente ser feliz
Tem que cultivar
As nossas amizades
Os amigos de verdade

Prá gente ser feliz
Tem que mergulhar
Na própria fantasia
Na nossa liberdade...

Uma história de amor
De aventura e de magia
Só tem haver
Quem já foi criança um dia...

Diário de Poliana, 16.04.2008:

"Hoje nós fizemos uma música que é assim:

O Senhor Tamanduá
O senhor tamanduá-tá-tá
Se encontrou com a formiga-gá
E falou assim pra ela-lá
Eu vim aqui para te comer!

Ela ficou assim com medo-do
E teve logo uma idéia-iá
Gritou bem alto o macaco-co
E ele logo ali chegou!

O tamanduá pediu desculpa-pá
E começou o seu regime-me
Fez um biquinho para chorar-rá-rá
E até hoje ele é assim!

Bem, eu só queria contar a minha música. Tchau! Tchau!"


AnteriorÍndiceSeguinte

Click here to post comments

Join in and write your own page! It's easy to do. How? Simply click here to return to Simplesmente Poliana.