simplesmente poliana - capítulo 4
uma história de fé, amor e esperança

Bem-vindo ao Simplesmente Poliana. Você vai conhecer uma menina que em apenas 9 anos de vida semeou alegrias e deixou muita história pra contar. ;-)

mil maneiras de servir

Uma das coisas que a Poliana mais gostava de fazer durante nossos passeios era nos presentear com pequenas flores coloridas, colhidas à beira do caminho.

Após dar-lhe um beijo e um abraço, eu guardava no bolso aqueles pequenos tesouros. A lembrança daqueles pequenos gestos continua mais viva do que nunca.

Ano após ano a líder de torcida mirim liderava a patota na organização das festas de aniversário – sempre vinham com

inovações. Compravam balas, presentes, balões, pediam a mãe que confeitasse o bolo e ‘botavam pra quebrar’.

Em nosso aniversário de 14 anos de casamento*, o Arthur fez com ela uma parceria e juntos prepararam um almoço surpresa.

Deixaram-nos trancados no quarto até quase meio-dia, quando terminaram os preparativos. Ao chegarmos à cozinha, comemoramos juntos e partilhamos a alegria dos dois em preparar um presente com tanto carinho.

Ao refletir sobre esses momentos tão felizes, percebo que quando dois dos nossos filhos se reuniam para servir, a Poli sempre estava lá.

*Festejar: Um verbo que nossos filhos e amigos nos ensinam a conjugar a cada dia.


Diário de Poliana, 03 de  Abril de 2008.

Hoje eu chorei para ir na escola aí minha mãe disse que ia me buscar

aí eu entrei no ônibus aí eu fui tranqüila.

E na volta eu recebi uma notícia que o meu irmão ganhou o concurso.

Fim.


Está gostando da história? Compartilhe com um amigo, e deixe seus comentários: