simplesmente poliana - capítulo 28
uma história de fé, amor e esperança

Bem-vindo ao Simplesmente Poliana. Você vai conhecer uma menina que em apenas 9 anos de vida semeou alegrias e deixou muita história pra contar. ;-)

quanto vale um amigo?

Enquanto estávamos no Samci, recebemos um telefonema de uma amiga de Angra dos Reis, que passou o telefone de sua irmã (vizinha do hospital), e nos ofereceu apoio e hospedagem, caso precisássemos.

Como tínhamos nossas necessidades básicas atendidas, agradeci e anotei o telefone, sem imaginar o quanto essa pessoa faria por nós, nem o quão importante ela se tornaria em nossa vida.

Antes que eu telefonasse, a mulher nos visitou no hospital, em companhia do marido. Vieram oferecer pessoalmente a ajuda, e compartilharam conosco preciosas palavras de amizade e conforto. (Fátima e Arthur são dois nomes que serão sempre lembrados com carinho lá em casa.)

Nos dias que se seguiram, nossa amizade foi se fortalecendo cada vez mais. Lavou para nós algumas peças de roupa (que não poderíamos lavar no lavatório ou no chuveiro), e prestou todo o apoio que lhe fosse possível.

Naquela semana, a Poli disse que estava com vontade de comer canjica. Compramos num mercado próximo, e a Martha iria prepará-la na casa da Fátima. Como havia muitos exames pra fazer (e a companhia da mãe era confortadora ao lado da filha) a Fátima se colocou à disposição para preparar a canjica.

No dia seguinte, havia canjica para um verdadeiro batalhão no quarto do hospital. Foi suficiente para todos nós – que comemos algumas vezes – e ainda bastou para uma família que estava no quarto ao lado!

Ao lembrar-me dessas pessoas que se doaram tanto para aliviar nosso fardo, vêm-me à mente as palavras de Jesus:

“E quando o Filho do homem vier em sua glória, e todos os santos anjos com ele, então se assentará no trono da sua glória;

Então dirá o Rei aos que estiverem à sua direita: Vinde, benditos de meu Pai, possuí por herança o reino que vos está preparado desde a fundação do mundo;

Porque tive fome, e destes-me de comer; tive sede, e destes-me de beber; era estrangeiro, e hospedastes-me;

Estava nu, e vestistes-me; adoeci, e visitastes-me...”



VOCÊ SABIA?

A Medula Óssea não tem nenhuma ligação com a medula espinhal e nem com a coluna vertebral.

Acesse a Cartilha dos Doadores Voluntários de Medula Óssea:

abrale.org.br


Está gostando da história? Compartilhe com um amigo, e deixe seus comentários: