simplesmente poliana - capítulo 15
uma história de fé, amor e esperança

Bem-vindo ao Simplesmente Poliana. Você vai conhecer uma menina que em apenas 9 anos de vida semeou alegrias e deixou muita história pra contar. ;-)

XADREZ

Em família nos alegramos ao relembrar dos primeiros dias nos quais cada um dos nossos filhos jogou xadrez. Pra começar, deveriam mexer as peças como quisessem, e a cada mexida podiam derrubar uma peça nossa.

Quando era nossa vez de jogar, às vezes derrubávamos também, mas às vezes 'errávamos' a jogada, o que dava à criança uma vantagem considerável...

No final, nosso adversário-mirim derrubava o rei, e sentia-se vitorioso.

Todos eles tiveram essa oportunidade, e à medida que o tempo passava, foram aprendendo o movimento correto das peças.

Depois que eles já jogavam de verdade, de vez em quando fazíamos algumas apostas. Prometi a cada um deles 10 reais caso me vencessem numa partida.

O Abraão foi o primeiro a ganhar. Eu estava distraído, vendo TV e jogando ao mesmo tempo. (Ao menos, foi a melhor desculpa que consegui inventar...  Ele foi preparando a estratégia e – quando eu menos esperava – encurralou o rei.

A próxima foi a Poli. Eu estava ganhando a partida, quando o Abraão veio em seu socorro, revelando a estratégia que eu estava preparando. Em poucos minutos, mais dez reais voando carteira afora. 

E assim passamos muitos bons momentos, comemorando juntos a cada pequena vitória. Foi um jeito legal de ser feliz.


Diário de Poliana, 30 de Abril de 2008.

Hoje foi um dia muito legal porque no ônibus eu pensei que ia ser muito chato mas quando eu voltei eu queria voltar na escola e esqueci de contar que um dia que eu não lembro a minha irmã ficou doente e eu achou que vou botar fim.

Fim.


Está gostando da história? Compartilhe com um amigo, e deixe seus comentários: