Simplesmente Poli

by Charlles Nunes
(Angra dos Reis, RJ, Brasil)

Com o incentivo de um amigo, escrevi uma música alegre em homenagem à Poliana. O título é ‘Simplesmente Poli’ e as estrofes se relacionam às histórias contadas no livro. Eis a letra:

Quem soma as girafas e empilha elefantes
Pra descobrir se o rio é muito fundo?

Quem prepara a festa e detona o seu cofrinho
Pra fazer feliz a todo mundo?

Quem colhe uma florzinha e entrega de presente
Fazendo a caminhada mais sutil?

Quem guarda na garganta o grito e solta no chuveiro,
Só pra testar o eco que faz dentro do banheiro?

Quem ouve o pai chegando e se cobre com lençol,
E canta tão bonito que parece um rouxinol?

Simplesmente Poli, simplesmente demais
Se eu tentasse esquecer, não seria capaz!

Simplesmente Poli, canta o Norte e o Sul,
Canta a Terra inteira, e o Planeta Azul!


Quem faz uma careta que põe a galera tonta
De rir e de tentar se explicar?

Quem faz um ovo frito e fatia a calabresa
Como quem prepara um manjar?

Quem lê Toda Mafalda e ainda grava Os Três Porquinhos
Deixando o Pinóquio a esperar?

Quem nunca se importou se o neném vem da cegonha,
Mas quando quis saber perguntou logo sem vergonha?

Quem deixa em nove anos uma herança verdadeira,
Que eu levo pra gastar um pouco mais que a vida inteira?

REFRÃO

Quem planta a alegria e semeia a esperança
Mesmo que a vida esteja por um fio?

Quem serve a toda gente e ensina a paciência
Contando de zero a quatro mil?

Quem pega a tinta guache e lambuza a cara toda
Só para torcer pelo Brasil?

Quem faz uma canção e a dedica pra Juju,
E adora botar leite na rapinha do angu?

Quem aproveita a vida e abraça todo dia,
Um pai que não faz mais que só chegar?

REFRÃO


AnteriorÍndiceSeguinte

Click here to post comments

Join in and write your own page! It's easy to do. How? Simply click here to return to Simplesmente Poliana.