5 Passos pra Você Aprender Inglês do Zero

1/4/2016 | Por Charlles Nunes | Comentar

Você já se sentiu assim?

Por um lado, com urgência e esperança em aprender inglês. Por outro, com medo de se frustrar mais uma vez.

Se você faz parte da multidão que terminou o Ensino Médio sem dominar o verbo 'to be', que entra e sai de cursinhos e não consegue conversar o mínimo com um estrangeiro, você sabe do que eu estou falando...

Por isso, você fica procurando um bode expiatório.

Pode ser a falta de tempo, a fraqueza do método ou alguma falha do professor. Qualquer coisa serve. Mas no fundo, você continua procurando o motivo...er

Como pode uma pessoa tão dedicada, com tantas habilidades como você, passar mais um ano sem aprender inglês?

E o que é pior...

Você vê cada vez mais adolescentes aprendendo inglês por conta própria, pelo simples prazer de ficar jogando na Internet!

"Talvez eu não leve jeito pra coisa. Ou não tenha o chip de idiomas na cabeça. Ou seja orgulhoso demais pra aprender..."

Então, você prefere ficar na sua.

Mas no fundo você continua se remoendo. E a cada vez que sua esperança se renova, você repete a pergunta:

"Será que eu ainda consigo?"

Eu Imagino Como Você Está se Sentindo...

Pois também passei por isso. Precisava aprender inglês com urgência, e não sabia por onde começar. 

Dei então um pequeno passo, e outro, e mais outro, e em um ano e meio eu já falava fluente.

Mas nem tudo foi um mar de rosas...

Por isso, quero te mostrar como sair do zero em inglês e avançar de forma constante mesmo que você já tenha fracassado antes. Só preciso que você acredite em uma coisa:

Não há fórmula mágica pra se aprender inglês, apenas ações que você precisa tomar.

Sabe porque eu posso afirmar isso?

Porque aprendi inglês e espanhol por conta própria numa época em que a Internet não era uma possibilidade. Ou seja, sem fazer cursos, sem sair do Brasil e sem gastar uma bolada.

Quando decidi que precisava aprender inglês, eu não tinha nem ideia por onde começar. Servia como missionário em Pernambuco (1991-1993), e de repente me vi às voltas com missionários recém-chegados que não falavam português!

No artigo 'Como Aprendi Inglês Sem Sair do Brasil' descrevi uma única ação que - repetida 3 meses - me fez alavancar no inglês.

--- Para ler o artigo em português clique aqui. ---

--- Para ler o artigo em inglês clique aqui. ---

Como resultado, há mais de 20 anos tenho trabalhado em projetos nos quais o domínio da Língua Inglesa me permite conhecer profissionais de alta performance. Dois deles foram os Jogos Pan-Americanos Rio 2007 e o Projeto de Substituição dos Geradores de Vapor de Angra 1. 

Continue lendo e você vai descobrir que aprender inglês é possível, desde que você siga um plano simples e prático.

Aplicando os 5 passos abaixo, você vai acelerar seu progresso:

Passo #1: Aprenda as Palavras Certas


Se você mirar no vazio, vai acertar toda hora. --Zig Ziglar


Lembra daqueles pratos esquistos que servem pra gente na escola?

De entrada, tíbia e perônio com azeite. Depois uma suculenta oração coordenada sindética conclusiva e explicativa como prato principal. E de sobremesa, salada mista com ácido nucleico, ribonucleico e desoxirribonucleico...

"Chega! Tô cheio!"

 Ou melhor, satisfeito.

Satisfeito em saber que você está lendo esse artigo porque quer aprender inglês! =D

Então, bora botar a mão na massa. Quais são as 'palavras certas'?

1. Palavras Que Você Reconhece em Inglês

Você já viu algum comercial de TV no qual a falta de fluência no inglês deixa os atores em apuros?

Em um dos meus preferidos, dois rapazes perguntam ao Bruce Willis como podem pular do avião que perdeu o controle.

O ator responde "Parachute... Go!"

Eles chutam o paraquedas no 'gol', e se metem numa tremenda enrascada!

--- Para ver o comercial, clique aqui. ---

Agora, a notícia boa. Embora as palavras usadas nos comerciais causem confusão, 99% das palavras parecidas entre inglês e português facilitam a compreensão!  =D

Aprendendo essas palavras em grupos, você vai reconhecer cerca de três mil palavras em inglês.

--- Você pode começar agora mesmo clicando aqui. ---

Depois dos cognatos, as palavras que você reconhece à primeira vista, você deve manter o foco nas...

2. Palavras Mais Comuns em Inglês

Depois de se sentir à vontade com os cognatos, é hora de se familiarizar também com as palavras mais comuns em inglês.

Tem gente que chama de Inglês Instrumental. Você pode chamar do que quiser, mas se você vai fazer mestrado, vestibular ou mesmo encarar um Enem no fim do ano, aqui vai um dado interessante:

Lendo apenas uma página por dia, você pode ler em inglês em 7 semanas!

Sabe por quê?

Porque de acordo com o Prof. Rubens Queiroz de Almeida - que foi minha inspiração para escrever um livro - com apenas 250 palavras em inglês, você pode entender 60% de um texto. Com a ajuda dos cognatos - que você viu logo acima - você chega a entender até 85% de qualquer texto!

E o melhor da festa: não precisa memorizar nada. Basta ler uma página por dia e revisar.

 -- Para baixar um amostra do e-book, clique aqui. ---

Está gostando desse artigo? Assine nossa lista e fique por dentro do próximo!

Passo #2: Aprenda as Frases Básicas


Um idioma diferente é uma nova visão de vida. --Federico Felini


1. Frases Prontas

Você já viu aqueles livros de inglês pra viajantes? Tem gente que diz que eles não servem pra quase nada, porque se o interlocutor continuar a conversação, o estrangeiro vai ficar boiando.

Por outro lado, são ótimos para quem quer obter informações rápidas durante uma viagem. Por isso, eles quebram recorde de vendas ano após ano.

Pra economizar sua grana, criei um e-book gratuito de frases básicas em inglês que você também pode baixar. Após conhecer a maioria delas, 

2. Frases Que Você Mesmo Cria

Há alguns anos, lancei um curso gratuito de Português para Estrangeiros que atraiu pessoas de mais de 180 países. Uma locutora de rádio das Filipinas, chamada Maggie, ficou tão contente com os resultados que entrou em contato comigo.

Durante nossa conversa pelo Skype, ela me mostrou uma pilha de páginas que havia impresso do nosso site, e disse: "Eu já posso falar português com 5 meses de estudo, e não gastei nem um centavo. Como eu posso te pagar por isso?"

A primeira ideia que me ocorreu foi: "Bem, já que você trabalha com a voz, por que não grava as lições para os brasileiros?"

Ela topou - e o resultado você confere aqui abaixo:


Além de gravar as lições, ela também escreveu o artigo 'No Meu Coração Eu Sou Brasileira'.

--- Para ler o artigo clique aqui. ---

E que tal concluir esse passo com chave de ouro ouvindo a Maggie nas 15 lições do Curso de Inglês Grátis Online?

Dessa você gostou, hein? ;-)

Passo #3: Aceite Sua Pronúncia


A perfeição é chata. O legal mesmo é progredir. --Dragos Roua


Certa vez organizei um curso de conversação numa empresa. Cada aluno tinha suas particularidades, mas dois deles me chamaram a atenção:

  • O Goró, que nunca havia feito qualquer curso de idiomas, e
  • A Verônica, que tinha estudado por dois anos num curso de renome

A cada aula o Goró se virava: contava casos misturando inglês com português, fazia a galera rir e sempre aprendia algo.

Já a verônica, aguardava que alguém lhe dirigisse a palavra.

Me lembro nitidamente quando lhe perguntei: "Where do you live?" - e ela me respondeu olhando por cima dos óculos:

"Onde eu moro?"

Como não era a primeira vez que ela agia assim, sugeri que ela respondesse em inglês, pois eu sabia que ela era capaz!

Com o tempo, ela melhorou um pouco, mas não tanto quanto os colegas de classe. Como não tinha medo de se expor, o Goró convivia numa boa com os erros que cometia. E justamente por isso, progrediu a goles largos.

Bora lá fazer como o Goró...

1. Ouça com Mais Frequência

Imagine que você tenha um bebedouro de galão. Você enche o galão com água, abre a torneira e bota o copo embaixo. O que vai sair?

-- Água, meu caro Watson.

Agora, experimente encher o galão de cerveja, e repita todo o processo. Dessa vez, é claro que você vai obter cerveja, né?

O mesmo acontece ao aprender inglês: quanto mais você colocar 'pra dentro' (pelo ouvido) os sons em inglês, melhor será sua capacidade de pronunciá-los.

Ou seja, pra falar melhor, você precisa ouvir com frequência e atenção.

Mas, o que você deve ouvir, especificamente?

2. Ouça Algo Que Você Entenda

Quando você era bebê, você ouviu diversas pessoas falando português. Daquele universo de palavras, você passou a identificar algumas: mamá, papá, xixi, cocô, au-au, mi-mi, e assim por diante.

Por que essas palavras, e não outras, são aprendidas primeiro?

Por uma série de fatores. Dentre eles:

  1. Elas são mais curtas.
  2. Elas são mais simples - com sílabas repetidas.
  3. Elas se relacionam com sua rotina.

Quanto mais você aplicar esse princípio - ouvir algo simples, que você entenda e que considere útil - mais rápido vai aprender inglês.

Recapitulando:

Agora que você já tem os ingredientes (palavras, frases e pronúncia), continue seguindo a receita: pegue as palavras certas, misture nas frases básicas e acresce uma pitada de boa pronúncia.

Depois de levar ao forno, continue aprendendo enquanto aguarda...

Passo #4: Pratique com Frequência


O conhecimento não tem valor, a menos que você ponha em prática! --Anton Chekhov


1. Estabeleça Uma Meta Fácil e Eficaz

Todo fim de ano é a mesma coisa: Você enumera um monte de coisas que deseja fazer no ano seguinte, e antes do Carnaval não tem nem mais ideia de onde a lista foi parar!

Não se preocupe - você não está sozinho.

Também já fiz isso diversas vezes. Na verdade, há 30 anos repito o processo!

Entretanto, desde que aprendi essa maneira de traçar metas, tenho conseguido avançar mais:

  1. Estabeleço metas tão fáceis que não dá pra 'deixar pra amanhã'.
  2. Vou elevando a meta à medida que vejo os resultados.

Alguns exemplos:

  • Fazer 100 flexões de braço todo dia - difícil. Fazer 2 sequências de 5 flexões por dia [fácil].
  • Escrever um livro por mês. [difícil] Escrever três parágrafos por dia, durante 30 dias. [fácil]
  • Falar inglês fluente em X meses. [difícil] Treinar 3 frases novas todo dia. [fácil]

Aqui vão duas ideias que você pode colocar em prática hoje mesmo:

1. Aprenda os Verbos Básicos

Os verbos são a espinha dorsal de qualquer idioma. Verbo é a palavra que 'exprime ação, estado ou fenômeno da natureza' - conforme decoramos no colégio! =D

Já percebeu que o verbo 'exprime', e a gente nem percebe?

Pude comprovar a importância dos verbos quando fiz um curso de LIBRAS - Linguagem Brasileira de Sinais. Sabendo o gesto do verbo, bastava colocar uma outra palavra junto e.. Bingo! Estava dado o recado.

Minha maior realização foi quando um amigo surdo-mudo me contou um sonho inteiro através de gestos, e eu consegui entender! Espero que você se sinta assim no seu progresso no inglês.

--- Para baixar os 100 Verbos Mais Comuns em PDF, clique aqui. ---

2. Utilize Vários Canais ao Mesmo Tempo

De acordo com pesquisas, nossa comunicação é dividida em 3 partes:

  • Gestos e movimentos --- 57%.
  • Entonação e padrões sonoros --- 36%.
  • Palavras e frases --- 7%.

Como assim? Se os gestos e a entonação são tão importantes, porque as aulas de inglês focam tanto na produção de frases, na decoreba de listas e nos testes escritos?

Nem Freud explica.

Pense nisso...

  • Se você balançar a cabeça de um lado para o outro, você está negando algo.
  • Se você levantar o polegar e der um sorriso, você está aprovando algo.
  • Se você franzir a testa, você está expressando preocupação.

Sem dizer uma única palavra, você pode abrir portas ou fechar portas no seu caminho profissional. 

Então, fique de olho: utilize todo os canais disponíveis pra se fazer entender em inglês. E pode acreditar, falar inglês é como dançar: quando cada um faz a sua parte, o resultado satisfaz a ambos!

Gostando do artigo? Faça parte da nossa lista!

Passo #5: Revise o Que Aprendeu


Você só lembra do que entende, só entende o que presta atenção e só presta atenção no que deseja. -- Edward Bolles


1. Você Tem Dois Tipos de Memória

A afirmação de Edward Bolles - especialista no estudo da memória - faz todo sentido:

Quando queremos, prestamos atenção e entendemos. Daí, pra lembrar é um pulo!

Você sabia que a memória trabalha em dois níveis?

  1. Memória de curto prazo - o que você foca no momento e prende sua atenção. A maioria de nós consegue guardar até 7 itens nessa memória (como números de telefone, por exemplo).
  2. Memória de longo prazo - inclui qualquer informação que você consiga resgatar. Sua data de aniversário, por exemplo.

Existem duas formas de transferir a informação para a memória de longo prazo: por repetição ou por entendimento.

  • Repetição: Quanto é 17 x 3? Se você estudou tabuada, tirou essa de letra.
  • Entendimento: Qual é a diferença entre uma cegonha listrada e um porco-espinho bêbado? Você só encontra um deles no Google! =D

Vamos analisar dois estudos famosos sobre retenção de conteúdo:

No tocante ao conteúdo apresentado em salas de aula:

  • Após 1 dia - 56% foi esquecido.
  • Após 7 dias - 65% foi esquecido.
  • Após 21 dias - 82% foi esquecido.

No tocante a palestras:

  • Após 14 dias - 90% foi esquecido.

O que podemos concluir desses estudos?

  1. Sem revisar, a maior parte da informação vai se perder da memória.
  2. A melhor hora para revisar é dentro de um ou dois dias após obter a nova informação.

2. Como Ajudar Sua Memória

Revise imediatamente o que aprendeu

Ao chegar em casa, ou mesmo no trajeto - se estiver de ônibus ou metrô - dê uma olhada nas suas anotações. Essa atitude vai informar ao seu cérebro que aquele assunto é importante pra você.

O mais importante é que você revise o material antes de dormir, pois é quando seu inconsciente vai fazer aquela 'limpeza' e jogar fora tudo o que não for relevante.

Mostre ao seu inconsciente que o material é IMPORTANTE revisando o mais breve possível.

Reescreva o material

Reescrever não é copiar. Ao recapitular o conteúdo e reorganizá-lo à sua própria maneira, você faz novas conexões, que são um reforço para a memória.

Dentro do cérebro, cada informação corresponde a um sinal elétrico, e quanto mais um sinal percorrer entre dois neurônios, mais forte será aquela conexão.

Agende as Revisões

Comprar o primeiro carro zero foi um marco na vida da nossa família. Contratar o seguro, acompanhar a quilometragem e agendar as revisões, foram mudanças em nossos hábitos.

Você também pode mudar. Imagine que você acabou de adquirir uma Memória Zero Km, e que para aprender inglês você vai agendar revisões. Marque num calendário ou agenda quando você vai revisar...

Além de aprender mais rápido, você vai deixar aquele alemão desmemoriado pedindo carona! ;-)

Conclusão: Só Não Me Diga Que Você Não Tem Tempo!

Em 2010, fui contratado pra ajudar os executivos de uma empresa a desenvolver fluência no inglês. Eles estudavam no local de trabalho, em turmas de até 8 alunos. O grupo liderava uma equipe de 3.700 pessoas.

Comecei com o gerente geral e os engenheiros. Na segunda etapa, foram incluídos os técnicos. No total, 150 alunos participavam do programa.

Como o projeto estava de vento em popa, muitos faltavam as aulas. Durante todo o dia, eu encontrava alunos. Nos corredores, escritórios, refeitório, ouvia as mesmas justificativas:

  • "Não tive tempo. Tô agarrado. Na próxima..."
  • "Eu tava na reunião. Mas vou estudar a lição em casa. Na próxima..."
  • "Caraca! Eu fiquei tão concentrado que esqueci da hora! Na próxima..."

Reconheço que boa parte deles não teve escolha: tinha mesmo algo mais importante pra fazer.

Mas aquilo ficou tão frequente, que tomei uma decisão: não precisavam mais se justificar (ou eu passaria o dia ouvindo desculpas). Bastava comparecer na aula seguinte.

Antes de criar meu Curso de Inglês Online, fiz uma pesquisa com cem pessoas. O desejo da maioria foi:


"Aprender rápido, dedicando pouco tempo por dia, com alguém pra acompanhar."


Me pergunto... "O que deve significar aprender rápido?"

Um milhão de coisas, para um milhão de pessoas. A ideia mais coerente que consigo imaginar, é:

Quanto mais você se dedicar às tarefas-chave, mais rápido vai progredir. Tarefas-chave são aquelas essenciais ao cumprimento da meta.

Como a vida está corrida pra todos, criei uma série de vídeos de 2 minutos cada, com flashcards para reforçar o aprendizago e games para aumentar o engajamento. Veja aqui o primeiro conjunto de flashcards:

--- Para assistir ao primeiro vídeo, clique aqui. ---

Espero que esse artigo tenha te ajudado a ver que é possível aprender inglês do zero, se dedicando um pouco todo dia. Por amar esse tema, esse foi o primeiro assunto abordado aqui no CharllesNunes.com

Se você gostou dessas dicas, volte sempre que sentir que perdeu o foco, ou quando precisar de inspiração para continuar estudando.

Compartilhe com seus amigos, e faça parte desse movimento para tornar mais e mais brasileiros capazes de usar a Língua Inglesa!

Charlles Nunes